segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Rock in Rio

Gente, mil mil mil mil desculpas... Simplesmente não tive como publicar nada aqui nas últimas semanas. E fico feliz por dizer isso, porque graças da Deus estive bem ocupado. E quando digo bem ocupado, é BEM OCUPADO MESMO. Desde a semana do Rock in Rio minha vida ta uma correria só em vários aspectos. Hoje minha agenda anual de eventos encerrou com a Parada Gay de Copacabana. Mas contarei tudo... Fiquem calmos. Primeiro voltaremos ao Rock in Rio.

Como alguns sabem, eu comprei ingressos para dois dias (23 e 30). No dia 23 de setembro eu não consegui aproveitar muita coisa da Cidade do Rock porque eu queria muito ficar perto do palco e não quis perder o meus lugar na grade. Ta certo que os empurrões eram bem chatos, mas eu acho que valeu a pena. A paisagem era simplesmente incrível e aquele palco me dava arrepios a todo momento. Era a coisa mais linda que eu vi até hoje em toda minha vida. Quando eles deram início às atividades do Palco Mundo, a cidade já estava lotada e quando eu olhava para trás, via 100 mil pessoas anormalmente apertadas atrás de mim. Pra muitas Gueis isso seria o paraíso, mas confesso que me assustou um pouco. Depois disso, decidi que não olharia mais para trás.

O primeiro show foi do Paralamas do Sucesso. Foi muito bom. Conhecia todas as músicas, mas não sabia cantar nenhuma, exceto epitáfio, que é uma música que carrego quase como lema de vida. E em seguida entrou a Cláudia Milk com atraso (saliento essa parte, porque depois ela alfinetou Rihanna e Katy Perry pelo atraso). E então foi vaiada quando tentou cantar a Corda do Caranguejo... #Fiascurgia!! Mas devo confessar que gostei um pouco do show da vagabunda, porque é bem animado. Logo depois veio Katy Perry e eu me apaixonei por ela de uma tal forma que nem acredito ainda. Hoje sou fã de carteirinha dela. Todos devem ter visto o Julio de Sorocaba. Um menino muito simpático, mas bem feinho. Tia katy podia ter escolhido um cafuçu do bem como eu... XD

Eu já estava exausto e desfalecendo no show do Elton. Então debrucei pro lado oposto do palco e fiquei conversando com minha amiga enquanto ele cantava durante uma hoje e quarenta minutos. Foi quase uma tortura, mas um momento realmente útil. Como eu estava na grade, o pessoal da produção, famosos e afins passavam bem na minha frente e eu tive a chance de conhecer o produtor da Katy Perry e tirei foto com duas dançarinas LINDAS dela. Sinceramente, foi demais isso. E o mais legal ainda foi minha amiga Bruna ter me batido porque eu não percebi que o produtor dela estava me dando mole... Ela ficou bem desapontada, porque poderíamos ter conhecido a Katy, mas eu sou uma mula mesmo... SUAHsuhIAUHsiuhAUsAS... #Aloka

E finalmente, depois de mais de uma hora de atraso e do chato do Elton, Rihanna entrou no palco e eu nunca gritei tanto na minha vida. Aquela preta é a coisa mais linda do mundo e dona de umas pernas maravilhosas que eu sinto vontade de rasgar o cu de tanta inveja que sinto. Sinceramente, eu sou suspeito para falar que foi o melhor show da noite, porque sou mega fã da amapô, mas vamos combinar que a pretinha arrasa quando sobe no palco. Mesmo estando um pouco bêbada e não tendo feito nenhuma troca de figurino, foi bem legal. As danças estavam ótimas e a voz estava incrível. Sinceramente, eu também nunca vi uma abertura de show tão perfeita quanto a dela. Foi demais. Não tenho palavras para descrever...

Naquele dia saí de lá com uma felicidade inabalável e ainda fui trabalhar extremamente cansado. Bem mais de 24 horas sem dormir e dia 30 foi quase a mesma coisa. A diferença foi que não me prendi tanto ao palco quanto fiz no dia 23. Quem mais me interessava era Ivete e Shakira. Os melhores shows da Noite, sem dúvida. JQuest e Marcelo D2 também foram ótimos, não vou negar, mas o Lenny foi bem sem gracinha... Na verdade eu só conhecia 3 músicas que ele cantou no show... O bom foi que eu curti bem mais as coisas da Cidade do Rock. Lá dentro é realmente incrível, mas você tem que ter MUITO dinheiro pra gastar nas coisas, porque é tudo caro... Tudo MUITO caro. Lembro que um copinho ínfimo de água que comprei foi 5 reais. FACADA!!!

Mas sinceramente eu gastaria todo dinheiro novamente e sofreria todo cansaço de novo. Ver seu ídolo de perto, como eu vi a linda Rihanna ou só estar num dos eventos de música mais famosos do mundo não tem preço. Quero dizer... Sentir a emoção de fazer parte daquilo e estar com seus amigos é simplesmente ótimo. Em 2013 estarei lá novamente e será incrível... Tomara que venha Beyoncé da próxima vez. XD

Tem mais coisas para contar, mas contarei no próximo Post. A parada gay foi hoje, mas estou cansado demais e esse post já está demasiado longo. Bjos e boa noite. XD

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Sometimes...

O dia é cansativo e por mais que eu tente ocupar minha cabeça, meus pensamentos sempre voltam até você, que nem ao menos existe. Às noites, quando me deito sobre meus lençois escuros de minha cama de solteiro, desejo ter uma maior para poder abrigar, junto ao meu, teu corpo inexistente. Sinto frio e sequer sei se sua alma seria capaz de me aquecer. Sinto minha pele dormente, mas sob os músculos sinto o seu toque capaz de me arrepiar. Você não é nada mais que um produto da minha imaginação. Tanta perfeição jamais seria concebível em carne. Você é tudo aquilo que eu desejo, mas jamais terei. Você é como um fantasma que me assombra. É como meu lado sombrio, pois completa todas as lacunas de minha ingênua bondade. Tento tanto a te dar, mas ainda não te conheço. Será que eu conseguirei esperar até que você chegue? E então novamente acordo e começo mais uma batalha entre solidão e paixão. Não importa quem vai ganhar no final, pois as duas não são boas...

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Fechando Agosto

Me desculpem pelo sumiço. Não é que minha vida ande bem movimentada, mas a tecnologia se revoltou contra mim. Meus computadores estão inutilizáveis, minha Internet está uma merda e até meu celular novo quebrou. Parece que estou com uma carga negativa para tecnologia. Mas acredito que logo vou concertar tudo, exceto meu computador. Acredito que esteja realmente precisando de um novo.

O trabalho vai uma maravilha, diga-se de passagem, mas a época de receber já está chegando o que significa que em breve terei dores de cabeça. Desde quando entrei lá as pessoas têm dito o quanto a empresa está ruim. Para receber tem sido um sacrifício, mas no fim, graças a Deus, tudo dá certo. Mesmo que o salário demore duas semanas para cair na sua conta.

O que realmente está me incomodando é o fato de ter ficado com um menino lá do trabalho. Eu realmente estava gostando dele e ter ficado com ele foi ótimo, mas as coisas começaram a ficar estranhas de uma hora para outra. ele simplesmente começou a me ignorar e me evitar. As vezes aparece com aquele lindo sorriso pra cima de mim, mas volta a fazer a mesma coisa. Odeio quando essas coisas acontecem. Então simplesmente decidi deixar pra lá. Vou continuar como antes e tratá-lo como ele merece.

Ainda não tomei vergonha na cara e não marquei a prova da auto escola. Pretendo fazer isso hoje, mas só de pensar em pegar meu telefone pra ligar já me da uma preguiça. Na verdade nem sei como estou conseguindo forças para digitar esse texto. E também nem sei se alguém ainda lê esse blog... Já disse isso umas mil vezes e nunca o fiz, porque na hora H eu sentia uma pena gigantesca, mas acho que esse ano eu termino com o blog. Acho que três anos são suficientes e no próximo ano com a faculdade e o trabalho, acho que vai ficar quase impossível aparecer aqui. Mas vou pensar seriamente se farei isso. Aqui é minha Hogwarts. É o único ponto de escape que eu tenho...

Ta indo tudo bem. Setembro agora entrarei na academia e vou torcer pra não largá-la por motivos de força maior (dinheiro). Vamos ver no que vai dar. Verão está vindo. I can feel... Bjos...

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

My new Job

Queridos amigos blogayros, como prometido, estou aqui mais uma segunda feira escrevendo sobre o que tem acontecido. Como já estou trabalhando há uma semana, acho que já tenho informações suficientes para dar. É claro que com uma semana de trabalho não da pra aprender tudo, mas pelo menos o espírito do negócio eu já peguei.

Meu trabalho é de recepcionista bilíngüe. Basicamente eu devo dar informações a turistas sobre os pontos turísticos do Rio de Janeiro e também sobre o prédio no qual trabalho. Para quem não sabe, eu estou trabalhando no Centro Cultural Banco do Brasil. Lá tem muitas coisas interessantes e o melhor do tudo: GRATIS!!     Rsrsrs.. Quem disse que acesso à cultura é para poucos. Na verdade só precisam de um pouco de informação e saber onde procurar... Enfim!!

A maior parte do tempo eu fico sentado atrás de um balcão sem fazer absolutamente nada. Foram dois livros lidos essa semana e eu não tenho um acervo tão grande em casa para poder passar tanto tempo. Esse trabalho é quase perfeito, tirando o fato de que eu trabalho de terça a domingo, sendo sábado e domingo os dias de maior movimento, é claro. Os turistas são as pessoas mais simpáticas do mundo. Adoro o sotaque e a forma como se dirigem a mim. Sempre com sorriso e tão educados.

Em resumo isso é tudo que eu faço. Não posso fazer uma série de coisas e muito menos me ausentar do balcão de informações. Há a possibilidade também de sair uma hora mais cedo se eu não almoçar e É CLARO que eu tenho deixado de comer todos os dias para sair às 16 horas. Uma hora a mais faz uma diferença absurda, ainda mais quando você trabalha no centro do Rio de Janeiro. O trânsito é uma coisa de louco às 17 horas. Quando eu saio ainda consigo chegar em casa rápido.

Na última semana fiz minha última aula prática da auto-escola e agora só falta marcar a prova. Estou um pouco nervoso, é claro, pois não sei se dirijo suficientemente bem para passar logo de primeira. Morro de medo de esquecer de ligar alguma seta e perder ponto por causa disso. Mas eu mal posso esperar para poder sair dirigindo por aí. Eu nem tenho carro, mas meu pai tem e eu posso puxar um pouco o saco dele pra me emprestar. Principalmente nos fins de semana para voltar do trabalho.

As coisas estão ótimas comigo! Tenho alguns planos para por em prática, mas requerem tempo. Como não poderei (novamente) começar a faculdade nesse semestre porque eu comecei a trabalhar tarde, terei um semestre inteiro para me dedicar a outras coisas. Por enquanto tudo que tenho é o curso de inglês que tem servido para me aperfeiçoar, a final, os turistas merecem informações precisas e seguras!! Rsrsrs...

Na próxima semana eu volto e conto mais um pouco. E que venha mais uma semana incrível como a última. Rock in Rio se aproximando e a animação começando a tomar conta. Estou emagrecendo horrores também pela da falta de almoço. Há males que vem para bens. Mas não se preocupem, porque eu sempre janto e procuro repor todo tipo de proteína, vitamina e essas coisas. Então não saio completamente prejudicado. Só meu organismo mesmo que está se acostumando a uma quantidade bem menor de comida...

XoXo
Candy

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Harry Potter, Amigos e Emprego

Olá meus queridos leitores. Tanta coisa aconteceu nessas semanas que não tive tempo (nem forças) para entrar aqui e escrever. Minha internet também tem estado uma merda e o único site que ela carrega sem problemas é o facebook. As vezes eu até roubo a internet wireless do meu primo, que viajou pro Chile (volta hoje - 1/08), mas como o irmão dele continua em casa e deve usar de vez em quando, então eu prefiro não usar pra não deixar lenta...

Eu já consegui superar o fim de Harry Potter numa boa. Alguns dias deprimido, é claro. Mais da metade da minha vida eu acompanhei a história desse bruxinho, então é natural eu sentir falta. Eu já vi o filme no cinema umas 3 vezes e quero assistir mais. É muito emocionante. Eu simplesmente adorei.

Nesse tempo teve o aniversário do Thiaguinho que é meu Best Friend e finalmente ele fez 18 anos. É claro que fomos pra buatchy comemorar. Foi incrível, eu peguei 5 naquele dia. Dentre eles, um negão. Não sei se alguma vez eu já falei aqui, mas meu sonho é pegar um negão. Mas devo confessar que esse o qual peguei no aniversário do Thiago era TOTALMENTE sem graça. Não tinha pegada, pinto normal... Enfim, eu esperava mais. Mas o sonho continua...

Esse final de semana eu comecei a trabalhar (sim, eu trabalho de terça a domingo). Depois de muito tempo esperando em casa, eu finalmente comecei. É bom, porque eu já não agüentava mais ficar em casa. Todavia começar a trabalhar num sábado é broxante, concordam? Podiam ter esperado pelo menos até terça feira.

Na última sexta feira eu revi meus amigos de colégio. Alguns eu não via desde o início do ano e outros eu não via desde minha formatura. Eu acho que alguns amigos de colégio eu vou carregar para sempre, sabe? Todas as vezes que nos encontramos é como se tivesse passado apenas um dia desde que não nos vimos. Sinto muita falta deles. Realmente me disseram que eu sentiria falta do colégio e eu nem dei ouvidos. Agora eu sinto.

Hoje eu estou de folga, meu primo e alguns amigos voltam do Chile e à noite terei minha última aula da auto-escola. Depois é só marcar a prova. Minha garganta está doendo demais e eu acabei de tomar um dorflex. Na verdade, todos os meus músculos estão meio doloridos. Acho que foi culpa do vídeo game que jogamos no final de semana. Quem tem Xbox com jogos para Knect provavelmente sabe o quanto a pessoa se exercita. Agora eu sei porque Thays anda tão magra. Rsrsrs...

Acho que isso é tudo. Desculpem pelo sumiço e eu prometo tentar entrar pelo menos toda segunda feira para poder vê-los, ou melhor, lê-los.

XoXo
Candy

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Harry Potter pt2. Tudo Estava Bem

    
    Ele era apenas um menino de 9 anos. Gordinho, deixado de lado pela família. Seus pensamentos eram estranhos e coisas aconteciam, mas estava fora de seu controle. Era magia. Naquela época ainda não sabia muito bem o que era isso, mas com o passar dos anos foi aprendendo pouco a pouco o seu significado.
    Enquanto ainda bem pequeno, por volta de seus 11 anos, enquanto desejava fervorosamente adentrar por aquelas mágicas paredes do castelo mais cobiçados por todas as crianças do mundo, ele aprendia coisas importante como o verdadeiro valor da amizade e do amor. Aprendeu também que as aparências podem enganar e com isso, nunca mais julgou um livro pela capa.
    Quando esse menino tinha 15 anos as coisas já haviam mudado drasticamente. A magia começara a dominá-lo de tal forma que as vezes esquecia até mesmo quem era. Durante muito tempo ele lutara contra essa magia que vivia dentro de si, mas já não podia mais. E então assim deixou que ela tomasse conta de seu corpo completamente.
    Não muito mais velho que isso, esse menino aprendeu a lidar com a dor da perda. Pessoas que eram tão importantes no seu cotidiano já não estavam mais ali. Também sentiu como doía perder a liberdade quando descobriram que ele era um bruxo. Foi quando descobriu que a coragem não se manifesta apenas nas atitudes de bravura, mas também no simples ato de não fazer nada. Simplesmente para continuar vivo. Corajosos não são os que se matam, são os que têm coragem para viver.
    A mesma dor sentiu aos 17 anos com sua primeira decepção amorosa. Foi como sentir uma parte de si mesmo morrendo. Como assistir uma minhoca se contorcendo em uma frigideira quente e nada poder fazer. Mas como ele era corajoso, foi capaz de superar e assim se tornou uma das pessoas mais corajosas que eu conheço.
    E então finalmente chegou aos 18 anos e tão rápido aos 19. Aprendeu o que era ser um homem de verdade. Agora já era capaz de controlar sua magia e viver com ela. Das coisas mais importantes que aprendeu durante esses 10 anos foi o valor da amizade. Foi descobrir que o amor fraterno é o sentimento mais puro e o mais difícil de encontrar, mas quando verdadeiro, é capaz de fazer com que se sinta pleno e feliz.
    Mas a vida do menino não parou por aí. Ela continuou... E continuará por um bom tempo. Ainda há muitas aventuras e coisas para esse jovem menino descobrir. Cabe a ele agora decidir como usará sua magia e começar sua jornada...
. . .

Eu tentei escrever diversas vezes algo que me fizesse expressar o que Harry Potter significou para mim nos últimos 10 anos e simplesmente descobri que não há como. Nunca vou me esquecer da primeira vez que entrei pelas portas daquele castelo imaginário. A magia está dentro de todo mundo e é tudo aquilo que faz com que nos sintamos diferentes. No meu caso, o que me torna mágico é o fato de ser gay. E saber controlar minha magia foi ter aprendido a conviver com isso e a me aceitar de forma satisfatória.

Não me considero um bruxo completo porque ainda tenho muitas coisas a aprender sobre amor, amizade, valores, aparências... Sobre TUDO!! Eu pensei que o dia de hoje significaria o fim de uma experiência que foi incrível para mim em todos os sentidos, mas realmente não foi. Agora me sinto perdido caminhando em uma estrada longa, mas me sinto preparado, porque já sei como controlar minha magia. Sei como usá-la... E sei como posso aprender muitas coisas.

Enquanto eu lia Harry Potter eu não vivia apenas em um mundo fictício onde me sentia mais aceito sendo diferente. Eu vivi histórias de personagens que foram reais para mim enquanto eu estava lá. Chorei com algumas mortes de personagens. Ri em momentos divertidos. Foi maravilhoso me sentir parte dessa magia que é Harry Potter. Foi maravilhoso estar na companhia de tantas pessoas diferentes que acrescentaram muito na minha personalidade atual.

Obrigado a todas as emoções, experiências e aprendizados que Harry Potter me proporcionou ao longo desses 10 maravilhosos anos. Hoje não me sinto vazio por ter terminado, apenas mais completo por ter feito parte da minha vida. E também sei que Hogwarts sempre ajudará a todos que precisarem...
A Cicatriz não incomodara Harry nos últimos 19 anos. Tudo estava bem.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Só pra atualizar

Só pra atualizar isso aqui e dizer como as coisas vão. Depois daquele desabafo que fiz na última semana comecei a me sentir melhor. Estou feliz novamente. Algumas coisas têm acontecido na minha família. Minha irmã parece que está prestes a se separar. E diga-se de passagem que eu estou torcendo fervorosamente para isso. Meu cunhado é a pior pessoa que eu conheço. Ele é tudo aquilo que uma pessoa pode abominar. Mal educado, arrogante, machista, homofóbico, preconceituoso em vários sentidos... Sinceramente não continuarei tecendo comentário sobre isso porque levaria muito tempo digitando e tanto a minha quanto a paciência de vocês têm limites. Mas o que eu queria dizer mesmo é que isso implicará em mudanças drásticas na minha vida. A primeira delas será ter que dividir o quarto com ela novamene, só que agora com mais uma integrante: minha sobrinha. Não sei se serei capaz de conviver com isso novamente. Lutei tanto para conseguir minha privacidade e ela está prestes a ser extinta novamente... Mas enfim... Vamos ver no que vai dar né?

Faltam apenas alguns dias para a pré-estréia de Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 2. Meu coração está apertado. O fim está próximo. Acho que nunca serei capaz de explicar o que essa historia significa para mim. Quem sabe no próximo post eu fale sobre isso. Rsrsrs... As coisas estão ótimas por enquanto. Não vou alongar muito no assunto, porque há coisas que só quero comentar mais para frente. Então isso é tudo que vocês terão essa semana. Things gonna happen...
.
Esse sábado vai ter mais um show da minha banda. E só para lembrá-los de que este será exibido por twitcam então podem seguir @fullraphael (meu twitter) ou @BandaBoyS2 (o da banda). Vai ser divertido. Mas se você tem planos melhores para sua noite de sábado, eu com certeza vou entender. rsrsrs... Principalmente se tais planos envolverem sexo. XD

XoXo
Candy!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Só um desabafo da madrugada

Nem todo o bom humor do mundo é suficiente para passar por algumas situações. E a maioria das pessoas que me conhecem sabem que eu sou uma pessoa super sonhadora e otimista. Eu sempre tenho que acreditar no melhor, porque não tenho alternativa. Toda manhã eu acordo desejando não sair desta cama na qual me encontro redigindo este texto, mas bastam apenas alguns minutos para lembrar que por trás das nuvens o céu ainda é azul.

É difícil conviver com pessoas que fazem com que você pense que é algo errado. Tipo uma experiência genética que não deu certo. As vezes eu me canso de receber estes olhares de desaprovação da minha mãe. Canso-me de sempre passar por ela com a cabeça baixa e tentar adivinhar o que ela está pensando sobre mim. Tudo que eu queria era me sentir bem vindo dentro da minha própria casa.

Uma das coisas que mais me irrita nos pais são as expectativas que eles criam para nós. Na maioria das vezes, eles não almejam nada que seja realmente relevante. Só querem o tradicional como um bom casamento, um emprego decente e netos. Onde ficam nossos sonhos nisso tudo? Perdidos em um mar escuro ou jogados para debaixo de um tapete como se fosse sujeira que precisa ser rapidamente camuflada?

Eu sou feliz. Eu sei que sou feliz porque eu não tenho motivos para ser triste. Graças a Deus nunca faltou nada na minha vida, mas isso não quer dizer que ela seja perfeita. Apenas que eu não tenho motivos para ficar reclamando por aí, visto que há gente que passa por problemas piores que os meus. Porque na verdade a minha mãe é o ÚNICO problema que eu realmente tenho e que, se tudo sair como eu planejo, se resolverá em pouco tempo.

Antes que pensem besteira, não vou matá-la nem pedir para que façam isso. Só vou parar de aturar essas besteiras. Por mais que eu ignore na maioria das vezes, ultimamente têm me irritado bastante. Até agora não rendeu nenhuma briga, porque toda vez que eu vejo uma chegando, eu simplesmente saio e deixo a pessoa falando sozinha, mas uma hora eu não vou agüentar. Por isso vim desabafar aqui, porque não tenho mais com quem contar, nem para quem contar.

Mas agora falando de coisas boas, hoje comprei equipamentos melhores pros shows. Os microfones sem fio com certeza farão uma diferença enorme na hora de dançar. E quem quiser assistir o show, é só ficar ligado no twitter oficial da banda ou no meu (@fullraphael ou @bandaboys2). Vamos fazer um show dia 9 de julho num bairro chamado Bangu aqui mesmo no Rio de Janeiro. Como o lugar é pequeno, não pude chamar muitas pessoas, mas vamos transmitir tudo via tweetcam. Seria bom se todos vocês vissem.
 
Antes de ir eu só queria dizer mais umas coisas. Uma das maneiras de fazer com a homofobia acabe ou diminua é explicar que ninguém escolheu ou pediu para nascer homossexual. Até porque se houvesse como escolher, eu seria heterossexual. Não por sentir vergonha ou algo do tipo, porque eu me amo do jeito que sou e acredito que não poderia ser mais perfeito, apenas escolheria o lado mais fácil é claro. Não é como se houvesse um botão de On/Off. Simplesmente nascemos assim e não é um defeito, apenas uma característica diferente. Nada diferente de cor de pele ou dos olhos. Ao mesmo tempo que todos somos diferentes, todos somos iguais. Também não quero acabar com a instituição da família, não quero chocar ninguém com meu estilo de vida, nem acredito que esteja sendo vítma de satanás ou do pecado. Tudo que eu quero é poder ser eu mesmo e viver bem com isso, sem ter que ouvir, pelo menos UM DIA, que eu sou uma vergonha. Tudo que eu quero é PAZ!! SÓ ISSO!!

domingo, 19 de junho de 2011

Ѽ My life starts now

Falaí Bunitah!! Ta boua? Rsrsrs... Baixou a Drag! Hoje é domingo. Provavelmente meu último domingo em casa por muito tempo. Essa semana eu começo no meu novo emprego e estou bem ansioso na verdade. Eu sempre fico meio nervoso, mas dessa vez parece que estou muito mais. É a insegurança por causa do cargo que eu consegui.

Uma vez eu vim aqui e comentei que sentia que minha vida andava meio pacata. Me sentia como se não tivesse evoluído em nada desde que terminei o ensino médio, porque parei com a vida; parei com os estudos. Também havia dito que mudaria e que utilizaria quaisquer meios para atingir meus fins. A verdade é que agora eu sinto que as coisas estão começando a fluir como eu desejava desde o princípio. O meu grande problema era ficar todo dia na rua sem fazer nada.

Eu gosto de estar na companhia dos meus amigos. É claro que eu gosto, mas vamos parar e pensar: Os grandes homens e mulheres da história nunca conseguiram nada ficando até de madrugada todo dia conversando sobre coisas idiotas. Acredito que tudo tem que ter um tempo certo. Deve haver tempo para diversão e tempo para trabalhar e estudar. Agora que vou começar a trabalhar decentemente, conseguirei ficar afastado dessa vida boêmia sem sentido.

Não vou dizer que sou a pessoa mais ambiciosa do mundo, que quero ser rico (até seria bom, é claro), mas quero ser um tipo de pessoa que quando chegar aos trinta anos esteja trabalhando pouco e ganhando muito. Pra isso eu tenho que me sacrificar bastante agora para depois só relaxar. E então hoje será meu último dia de vagabundagem. Dormi até tarde e curtirei meu domingo de forma bem apaixonada, porque trabalharei até nos fins de semana (exigência da vaga).

Como sempre, minha vida vai um mar de rosas. Comprei tantas roupas legais essa semana. Queria usar todas de uma única vez, mas como há vários eventos esse mês onde precisarei de roupas decentes, vou guardá-las com bastante carinho. Minha principal aquisição foi a jaqueta de couro que esperei quase um ano para comprar. Era muito difícil conseguir uma que fosse barata e bonita ao mesmo tempo. Acabei conseguindo encontrar essa na C&A quando não estava procurando. Simplesmente olhei par ao lado e a encontrei. Foi paixão à primeira vista e tive que comprá-la. XD

Antes de ir, só gostaria de comentar uma coisa que todos perguntaram sobre o último post. O repertório do show envolve mais pop e cantamos de músicas antigas e lentas à músicas mais novas e agitadas. Espero que um dia eu seja famoso o suficiente para fazer um show num lugar bem grande e legal no qual todos vocês possam ir. Mas se vocês ainda querem saber algumas músicas eu direi apenas 5: Adrenalina, Irrepleceable, Like a Virgin, Rude Boy e Baby One More Time.

Espero que meu novo emprego não atrapalhe tanto a minha vida a ponto de ter que abandonar o blog por falta de tempo. Porque aqui é a minha segunda casa e vocês, meu queridos leitores, são minha segunda família...

Vocês sabem que os amo
XoXo
Ѽ Candy

domingo, 12 de junho de 2011

Amor, Shows e Emprego

Mais um dia dos namorados. Mais um ano sozinho, mas dessa vez eu não me importo nem um pouco. Há um tempo eu parei e refleti sobre uma coisa: Eu não preciso encontrar minha metade, porque eu me sinto completo. Eu me amo e isso basta. Então a todos que passaram um dia dos namorados sentindo falta de um amor ao seu lado, pense que o amor próprio deve ser a prioridade. #IndependênciaFeelings

No último post eu comentei que faria um show com meu amigo Thiago. Ocorreu tudo bem, embora tenha começado um pouco atrasado. Eu nunca pensei que produzir um show e montar e testar equipamento fosse mais trabalhoso e cansativo do que fazer o show em si. Mas foi muito divertido. Eu e Thiago dançamos, contamos, a platéia adorou e todos se divertiram. Houve humor e momentos para emocionar. O mais importante é que conseguimos levar nossas mensagens a vários corações e espero que eles se lembrem.

Sexta-feira foi meu último dia de estágio. Eu nunca pensei que fosse sentir tanta falta daquele lugar do qual reclamava tanto quando entrei. As vezes os vínculos de amizade que se formam são super importantes para te ajudar a agüentar as situações difíceis. Aprendi tanta coisa enquanto trabalhei naquele lugar. Acredito que tenha crescido mais como ser humano do que como profissional. Meu chefe mereceu destaque especial no meu discurso, pois ele foi o que me deu mais força em tudo. O único que acreditou em mim quando nem mesmo eu era capaz de fazê-lo.

Agora eu consegui emprego em outro lugar. Infelizmente não terei férias, como eu tanto sonhava porque logo começo no outro emprego. Tudo que fiz foi sair uma semana antes do meu contrato terminar para aproveitar pelo menos esse tempo para descansar e dormir até um pouquinho mais tarde. Estou feliz, porque esse novo emprego parece me oferecer uma oportunidade melhor de crescimento profissional. Já até me matriculei em um curso de inglês porque foi exigência da vaga e logo começo minha faculdade. Finalmente vou fazer o que gosto.

O único problema é que trabalharei sábados E domingos. Só terei uma folga na semana e será segunda feira, a princípio. Isso significa que terei pouco tempo para curtir com meus amigos e fazer as coisas que eu gosto. Sair finais de semana será quase uma coisa impossível, mas novamente não me importo. Estou focado em atingir meus objetivos.

Bom pessoal, isso é tudo que tem acontecido ultimamente. Está sendo um prazer muito grande cantar e dançar. Queria postar um vídeo, mas nenhum dos imbecis meus amigos gravou. No entanto, deixo vocês com uma foto muito legal do show. Acho que foi a melhor foto que conseguiram tirar. Algum dia eu posto algo a mais.

Então nunca deixem de sonhar. Se vocês acreditarem de verdade, o universo conspira a seu favor. Sei que isso ta parecendo historinha da Xuxa, mas são palavras de um escritor que admiro muito: Paulo Coelho. A cada dia eu vejo que meus sonhos estão se realizando e estão me deixando num estado de felicidade nunca imaginado. Sonhem, acreditem, trabalhem e se esforcem para fazer tudo o que quiserem. O seu único limite é o que você impõe.

XoXo
Candy

sábado, 4 de junho de 2011

We Are G Tour

Fala ae galera. Como estão? Espero que bem. Eu sei que fiquei um tempinho (tempão) sem escrever aqui. É que eu andei muito ocupado essas semanas com um projeto. Eu não podia falar sobre nada, mas agora que finalmente vai acontecer e como tudo começará hoje à noite, acho que não há mais problemas em contar. (me senti um ex-BBB)

Acho que poucos de vocês sabem que meu sonho sempre foi cantar e dançar. Estar em cima de um palco e com música conseguir transmitir qualquer tipo de mensagem para a platéia. Para alguns isso pode até parecer um sonho vazio, mas como eu já disse, é meu sonho.

Então eu me juntei com um amigo que compartilha da minha vontade e juntos começamos a cantar e dançar. Ensaiamos muito (mentira) e estamos prontos para oferecer um show que seja capaz de entreter as pessoas. O nosso primeiro público são nossos amigos e familiares que se reunirão hoje num enorme quintal e com um palco improvisado para uma prévia do que será a We Are G Tour.

Sim, esse é o nome da nossa turnê. Vamos cantar todo tipo de música, do pop ao MPB. Todas apenas com o objetivo de levar alegria e mensagens contra o preconceito e a favor da tolerância. Por enquanto já temos poucos lugares definidos para tocar e eu espero me divertir muito com essa “turnê”.

O meu grande problema é que eu estou mega resfriado hoje e minha voz tem que estar impecável, mas eu vou me entupir de remédio até a hora do show.

Fora isso, que tem me consumido grande tempo, o resto está numa paz inacreditável. Meu estágio está quase acabando, já estou procurando outro emprego, estudo para mais uma prova de concurso público (isso que eu não agüento mais) e ainda tenho mantido a forma (isso é mentira). Em maio eu nem pisei na academia, mas agora eu vou voltar com tudo. Há uma possibilidade de fazer um show “Grande” no final do ano e eu quero estar com o corpo bonito.

E só pra informar, semana passada fui ao show da minha cantora preferida: Dulce María. Sinceramente acho que foi o melhor show que já vi na minha vida. Houve muita emoção. Eu pensei que conseguiria ficar sem chorar, mas quando ela cantou seu novo single Ingenua, não consegui conter as lágrimas. Foi sem dúvida um dia muito especial e vê-la tão de perto me fez incrivelmente feliz...

Bom galera, é isso que tem pra hoje. Espero que fiquem satisfeitos. Há muitas coisas para comentar, mas ando um pouco ocupado. Espero ficar com um tempinho livre logo. Férias se aproximando. XD

Vocês sabem que os amo.
XoXo
Candy

PS: Não revisei o texto porque estou com preça. Bjooos

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Relacionamento Relâmpago

Eu acredito no poder da lei da atração. Acredito que os pensamentos têm força sobre a matéria e que podemos atrair coisas boas para nós. Que se desejarmos o mal dos outros, iremos atrair o mal para nós também. E essa crença vem de antes de ter lido o livro “The Secret”, embora tenha se solidificado depois da leitura do mesmo. Cada um acredita no que melhor lhe convém e é nisso que eu acredito. Pense o que quiserem.

Para mim, a prova de que a lei da atração existe é que no início do feriado da semana santa e quando eu pensava sobre aquela questão de relacionamento, eu idealizei uma pessoa que beirasse a perfeição para mim. Eu pensei em cada detalhe que eu queria que a pessoa tivesse. E ao final, acreditei que uma pessoa assim fosse impossível de existir. Poucos DIAS depois vi que estava enganado.

Conheci um menino chamado Bruno. Ele era exatamente o que eu havia desejado e ao conhecê-lo não conseguia parar de me espantar. Nesse dia, mais que nunca acreditei na lei da atração. Como seria possível existir alguém que estivesse apenas em sua mente? E mais absurdo ainda foi tê-lo conhecido pouco tempo depois da reflexão e idealização do meu par perfeito. #Fantastico

Acontece que as semanas foram passando e eu fui conhecendo o Bruno cada vez mais. Não só as qualidades que eu havia desejado, mas os defeitos também estavam lá (sim, eu também pensei nos defeitos que meu par ideal poderia ter e que eu conseguiria suportar). E então me deu um estalo quando começaram as cobranças. Telefonemas desnecessários, juras sem fundamentos em tão pouco tempo... Tudo começou a desmoronar quando eu vi que, novamente, queriam de mim mais do que eu estaria disposto a dar.

Eu ainda não consegui entender muito bem qual é o meu problema (embora não eu não veja como um problema), mas parece que mesmo o cara perfeito parece chato para mim. Nem preciso dizer que as coisas entre mim e ele desandaram. Terminamos e esse foi o meu namoro mais curto. Sinceramente ele é um garoto espetacular, o qual merece uma pessoa que realmente o trate com carinho, atenção, amor... Em suma, tudo o que eu não sou capaz e nem estou disposto a dar. Egoísmo, eu assumo.

Acredito que não estou pronto mesmo para namorar e se a solidão é a minha melhor companhia não há problemas com isso. Novamente provei, não só para as pessoas, como para mim que as vezes ficar sozinho é melhor do que estar num relacionamento. Sou feliz sendo solteiro. Tenho tempo para fazer tudo que quero, tenho amigos incríveis para curtir, tenho uma família ótima e isso é tudo o que eu preciso.

Quanto ao resto, minha situação financeira está um pouco precária ultimamente. Não entrei de férias, como eu havia previsto por uns problemas lá no trabalho agora só dia 20 de junho e até lá vou empurrando com a Barriga. Falta pouco. E já estou procurando outro emprego... Até lá...

“Malfeito, feito! NOX!”

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Vacations Coming Soon

Quem acompanha meu blog, sabe que eu tenho lapsos de auto-estima. As vezes ela está altíssima e outras ela está abaixo de zero. Digamos que por enquanto estou num equilíbrio. Estou começando a me sentir mais confortável com meu corpo, mais confiante e até mesmo mais bonitinho. Acho que se eu não tivesse nada para fazer, eu mesmo me pegava. Na verdade eu só comecei a me sentir bem assim depois que uns caras bonitinhos da academia começaram a se chegar em mim e a paquerar.

Gente, eu não sou hipócrita e falo mesmo. Não me acho bonito (só de vez em quando XD) e eu gosto de pessoas bonitas. Duvido que a algum de vocês chegaria pra um mendigo que encontrou na rua e diria VOCÊ É O AMOR DA MINHA VIDA!! Qual é né? Quando pessoas bonitas nos elogiam, parece que o elogio vale mais quando vem de alguém feio. Mas também não sou preconceituoso. Se vissem quem eu peguei no carnaval... Além disso, eu acredito que para um relacionamento sério, beleza não põe mesa, mas comer no chão também é sacanagem não é?

As vezes você tem que se dar uma folga (já perdi a conta de quantas folgas me dei). Andar, pensar, se encontrar... Eu não sei como funciona com vocês, mas no meu dia a dia é difícil parar e refletir sobre algumas coisas. As vezes é difícil até de planejar. Mais da metade das decisões que eu tomo são por impulso. Alguns acham isso um absurdo, mas vamos pensar: qual é a graça de ter tudo planejado e saber o que vai acontecer? A vida é assim, gente!

Estou tão feliz porque vou entrar de férias a partir do dia 2 de maio. Sabem desde quando não tiro férias? Desde o meu segundo ano do Ensino Médio. Quando terminei o colegial, já estava praticamente empregado e logo depois fiquei um tempo desempregado. Não conto como férias, porque foi um tormento na minha vida. Na verdade foi o verdadeiro inferno, mas esse ano parece que as coisas vão melhorar. Pelo menos eu tenho fé, né... xD

O bom de tirar férias é que você consegue tempo para fazer todas as coisas que gosta. Não há compromissos, pessoas te perturbando. É tudo uma maravilha sem igual. O único problema é que estarei sem dinheiro, uma vez que me entupi tanto de dívidas e não me preparei para esse recesso. Mas não importa, eu dou um jeitinho.

Sinceramente, estou me sentindo tão bem que poderia gritar. Ahhh, mas na verdade eu já gritei. Acabei de ver o primeiro trailer de Harry Potter e as Relíquias da Morte pt 2 e quase chorei de emoção. São mais de dez anos acompanhando a saga e foi lendo que aprendi a ser uma boa pessoa. Praticamente tudo que eu não consegui aprender com meus pais em casa eu aprendi com esse livro. Se hoje sou educado, é graças a ele.

E então esse é o resumão. Espero que tenha muitas coisas parar contar durante minhas férias. Não quero ficar parado. Quero visitar todas as pessoas que eu conheço e estou com saudades. Quero fazer conhecer vários lugares que estão na minha lista há um ano. E é claro que vou dar uma força maior na musculação esse mês porque vou aproveitar que estou em casa. XD

quarta-feira, 20 de abril de 2011

A verdade

Hoje várias situações me fizeram parar pra penar num assunto que evitava há muito tempo. E enquanto fazia meu tradicional caminho para academia refletia. O bom de pensar enquanto anda é que você se desliga completamente do exercício e foca apenas no assunto. Pelo menos é assim comigo e eu adoro ter essas conversas particulares com meu ser mais íntimo. Coisa difícil de acontecer.

Eu estava pensando sobre meu problema com relacionamentos. Sinceramente, eu nem vejo tanto como um problema já que me sinto indiferente ao fato de namorar ou não, mas me preocupa o fato de afetar minhas relações fraternas e profissionais. Eu sinto uma força de individualidade muito grande. Gosto de fazer tudo sozinho e sempre foi assim, mas enfim, vou compartilhar uns pensamentos que tive hoje.

Sinceramente, as vezes eu queria estar com alguém. Tipo em um namoro. O problema é que procuro uma pessoa que “beire a perfeição”. Não aquele estereótipo de príncipe encantado, mas alguém que seja bem compatível comigo. Que seja diferente, mas que ao mesmo tempo me dê atenção quando eu conversar sobre minhas coisas fúteis. Que entenda meus problemas. Alguém que saiba respeitar minha individualidade, meus preconceitos, minhas limitações... Alguém que saiba realmente como lidar comigo. Ou seja, eu quero alguém que não existe.

Talvez essa pessoa até exista, mas toda vez que surge uma oportunidade de conhecer alguém, eu acabo por extirpá-la. Às vezes me envolver em relacionamentos me dá muito medo. Medo da vulnerabilidade a qual serei submetido. Medo de ter que mudar minha maneira de ser e até de não corresponder às expectativas do outro. Sinceramente, tenho medo de muitas coisas. E quando não sinto medo, começo a agir racionalmente. Pensando o quão complicado seria para nós, dada minha falta de liberdade e mau relacionamento familiar.

Então as vezes eu até nego o direito da pessoa me conhecer. Eu termino tudo antes que possa começar. Sinceramente não tenho me sentido vazio nem nada do tipo. Sinto-me completo e satisfeito comigo mesmo. E talvez esse seja mais um dos motivos pelos quais não me envolvo com ninguém. Estou tão apaixonado por mim no exato momento que não sinto falta de ninguém.

Dizem que você só deve amar alguém depois de se amar, mas a verdade é que agora que eu me amo, não encontro mais espaço nem razão para amar outra pessoa. É como se todos os amantes de meu conhecimento se subjugassem ao seu companheiro e eu não consigo ver isso como uma coisa certa. Tudo o que quero e penso são em momentos de satisfação sexual seguidas de pequenas trocas de carícias momentâneas. Não sinto vontade de namorar ou me envolver em um relacionamento de qualquer tipo. Sinto-me perfeitamente bem agora. Perfeitamente pleno.

Pode ser que no futuro eu sinta falta de uma companhia, até como as vezes eu sinto, mas se eu puder fazer como agora e continuar suprindo essa carência com meus amigos e minha sobrinha eu o farei. Meus amigos e minha sobrinha são tudo para mim no momento. As vezes nos magoamos, mas logo passa, porque esse também é o único tipo de amor no qual tenho acreditado.

Então depois de refletir tanto, me deparei com algumas perguntas as quais não consegui responder. Esse sentimento de que ninguém é bom o bastante para mim significa que sou um imbecil que se acha melhor que os outros? Não permitir que pessoas se aproximem com finalidades emocionais é errado? Não querer se relacionar é besteira?

Eu encaro isso tudo como uma fase. Estou assim agora. Não sei qual vai ser minha vontade daqui a alguns anos, meses ou até mesmo dias. Tudo o que sei é que me sinto bem. Não sinto vontade, necessidade e muito menos vejo a possibilidade de mudar essa minha atual situação. Não quero ficar como a maioria dos amantes que conheço. Baseando sua vida e suas ações em outra pessoa. Mesmo porque eu já fiz isso e agora quando olho pra trás me vejo como um garoto idiota, mas que aprendeu que não precisa de ninguém para ser pleno e feliz. Que tudo está dentro de nós. Não sei quanto aos outros, mas pra mim é mais que suficiente.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Gira La Vida

Há dias em que eu acordo com uma boa injeção de bom humor e adrenalina. Provavelmente é motivação de algum sonho que não lembro. Sinceramente eu não me importo. Bom humor é fundamental para se viver. Viver reclamando não vai ajudar a resolver seus problemas, só vai encher o saco de todo mundo. Reclamar é humano, todo mundo reclama, mas vamos tentar reduzir a freqüência, que tal? #Reflita

Consegui emagrecer 4 quilos em uma semana de malhação séria. Mas vou confessar que a última semana eu relaxei bastante e só fui um dia à academia. Essa semana não relaxei só com exercícios, mas com a alimentação também. Comer um pote de sorvete sozinho durante uma semana é motivo suficiente para entrar em desespero, mas eu não me importo. Vou conseguir recuperar o pique e perder esse pote de sorvete brincando.

Eu também fiz umas contas e descobri que tenho mais coisas para pagar do que dinheiro para receber. Ficarei na pindaíba até julho e não posso sair nem na esquina. O chato é que eu falo isso pra todos os meus amigos e eles não entendem. Sabe o que é, literalmente, você não poder gastar 10 reais pra não complicar AINDA MAIS sua situação financeira? É assim que estou. Eu preciso encontrar um emprego decente. Vida de estagiário não ta dando não.

Eu queria saber também se é errado não querer ficar com ninguém. Há um tempo que eu não me interesso por relacionamentos. Eu gosto da solidão. Sou egoísta e curto muito ficar sozinho. Acho completamente estranho pessoas que ficam por aí desesperadas tentando encontrar namorado como se fosse o maior objetivo da vida. Isso parece um pensamento de idade média. Mas sei lá... Eu as vezes sinto falta de sexo e carinho, mas nada que um encontro rápido e casual na resolva facilmente. Acho que não nasci para me relacionar.

Essa semana eu estou sentindo que a Sasha está dentro de mim. E eu gosto disso. É uma sensação de poder e confiança que se apodera de mim. Como se eu fosse capaz de qualquer coisa. Até mesmo voar. Então vou aproveitar essa motivação toda e vou fazer umas coisas que já estou querendo fazer há um tempo.

XoXo
Candy

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cumprindo Metas

Olá meus queridos blogayros... Tudo bem com você? Espero que sim. Comigo vai tudo bem. Vim aqui só para fazer uma atualização rápida sobre como vão as coisas. As semanas têm passado tão rápido e eu mal tenho tempo de escrever. Estou me dedicando muito a alguns projetos. (me senti um ex-BBB agora)

Primeiro vamos falar sobre como anda a minha vida de academia. Eu não tenho faltado um dia sequer e estou conseguindo reeducar minha alimentação de forma satisfatória. A única besteira que comi durante todo o fim de semana foi um x-tudo na sexta-feira. Estou decidido a levar minha saúde e boa forma a sério.

Quanto a auto escola eu tenho relaxado um pouco mais. Sinceramente, aquele lugar é muito chato. As vezes penso que uma lida no livro seria mais que suficiente para gabaritar aquela prova. Eu acredito que o mais importante seja a aula prática, cujo número é bem inferior ao de aulas teóricas. Não faz o menos sentido.

Voltei a estudar. Não por obrigação, mas por simples prazer. Amo o termo autodidata. Estou tendo aulas de Inglês, Português, tentando aprender matemática, física e química. Nunca se sabe quando vai precisar né? Só não tenho saco para estudar história e geografia. E olha que são matérias muito mais fáceis de aprender sozinho.

Eu realmente gosto de estudar e acredito que fazendo isso, estou investindo de alguma forma no meu futuro. Todavia, meus materiais de estudo são um pouco precário, visto que são livros bem antigos e não muito informativos. Quem quiser me doar livros novos é só me avisar que eu envio meu endereço. UHSIAhsiuhAIUshIUAS...

Eu não sei se vocês lembram sobre meu post sobre mudanças. Sinceramente, aquele post foi um empurrão para mim. Estou agindo exatamente da forma que eu disse que agiria. Correndo atrás dos meus sonhos. Tenho um objetivo em mente e vou fazer de tudo para alcançá-lo. Dessa vez vou manter tudo em off, não até certo ponto, mas até conseguir o resultado final. Estou cansado de olho grande disfarçado.

Então é isso pessoal. Estou fazendo esse post antes de me arrumar para ir trabalhar. Quando voltar da academia à noite respondo possíveis comentários e leio meus blogs preferidos, porque estou com saudades. ;)

XoXo
Candy

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Ѽ GO ANY GO!


As vezes precisamos parar um pouco no tempo e voltar a ser crianças. A última vez que senti o que senti no domingo passado foi em 8 outubro de 2006. O dia que, até então, eu julgava o melhor dia da minha vida. Mas então vamos ao que interessa...

Domingo passado eu acordei super ansioso. Depois de dois anos voltaria a ter aquela sensação que tivera somente há quase 5 anos atrás. A cantora Anahí junto com o cantor Christian Chavez, ex-componentes do grupo RBD, fariam um show na minha cidade e eu os veria novamente. Mas dessa vez foi melhor, porque os vi BEM DE PERTO.

Eu acordei mega ansioso, como já havia dito e a primeira coisa que fiz foi me arrumar. Quando tem show deles, não consigo ficar em casa esperando a hora passar. Anahí já tinha feito dois shows no Rio de Janeiro e eu ainda não tinha ido a nenhum desde o início da Carreira Solo. Essa seria a primeira vez que a veria em um palco cantando seus próprios temas e relembrando alguns da banda/grupo que marcou minha adolescência.

Eu cheguei lá e encontrei meu amigo Thiago. Havíamos combinado na noite anterior de nos encontrarmos lá (diga-se de passagem, ele é meu vizinho, mas decidiu sair de casa bem mais cedo que eu, não sei para quê). Encontrei vários amigos antigos lá. Dentre eles, Dhyogo e Roger. Fiquei feliz de tê-los encontrado lá. Passei o show todo ao lado deles. Também encontrei Portillo. Nossa como ele está estranho... =S

A fila, como sempre foi uma tortura. Gente empurrando, querendo entrar e furar a qualquer custo. Diga-se de passagem, que todos disseram que dessa vez foi muito melhor do que da última, quando empurraram todas as grades e invadiram o Vivo Rio. Pelo menos dessa vez a “organização” foi mantida e não houve tumulto maior.

Quando eu entrei no Vivo Rio não pude acreditar no que via. Mesmo tendo comprado o ingresso mais barato, não consegui acreditar o quão perto eu estava do palco. Na hora eu surtei e a ansiedade cresceu mais ainda no meu peito. Não conseguia ver a hora das luzes se apagarem e o show começar.

E então, na hora do show, antes de tudo começar, no telão foi exibido um vídeo de Dulce María. Outra ex-integrante do RBD, falando sobre os shows que faria no Brasil em maio. Inclusive o da minha cidade seria no mesmo lugar (Vivo Rio).

E então depois de um carinha chato ter cantado umas três músicas, Christian Chavez entrou no palco. Tudo que eu conseguia pensar era “Nossa! Como ele é gostosooo!!”. Quando você o vê nas fotos e na televisão, não dá nada por ele, mas ao vivo ele beira a perfeição física. Ele é realmente lindo.

O seu show foi curto e empolgante. Embora eu goste de todos os ex-RBDs, só acompanho ainda as carreiras de Dulce e Anahí que são minhas preferidas, por isso não sabia cantar nenhuma música do Christian. Mas suas músicas são legais. Assim que cheguei em casa baixei seu CD. E então Christian logo deixou o palco.

Depois de mais uma bandinha chata ter cantado umas três músicas, as luzes se apagaram novamente e um curta metragem começou a ser exibido no telão. O curta era sobre bonequinhos de voodoo utilizados como abertura ao som de Pobre Tu Alma. Recente sucesso de Anahí do disco Mi Delirio Delux Edition.

Sinceramente, eu não consigo encontrar palavras ainda para descrever o quanto aquela baixinha é linda. Delicada, dona de uma linda voz, ternura, simpatia. Toda imagem que eu tinha de Anahí ser nojenta foi desfeita naquela noite. Seu talento, beleza e simpatia me conquistaram.

Agora eu consigo ver o quanto ela consegue ser boa e entreter o público. Uma pena foi ter esperado a última turnê desse CD ter chegado à minha cidade para poder conferir, mas eu não me arrependo. Os outros fãs disseram que GO ANY GO TOUR foi a melhor das três turnês do CD Mi Delirio. Eu simplesmente amei. Não mudaria nada.

O àpice foi nas ante penúltima música, quando Christian a Anahí se juntaram para cantar o novo sucesso LIBERTAD. Parceria feita pelos dois e uma campanha conta o preconceito em geral. O clipe fora lançado na madrugada antecedente ao show, então poucas pessoas conseguiram ver antes da grande apresentação que não deixou nada a desejar. A organização da platéia que comprou Camarote foi fantástico. Assim que os dois entraram juntos no palco para cantar Libertad, uma chuva de papel picado e dourado começou a cair sobre o Vivo Rio. Foi liiindo!

E então naquele dia eu me senti feliz e completo como não me sentia há muito tempo. A música exerce um efeito muito bom sobre mim. Meu sonho é ser cantor e estar em cima de um palco... Entretendo... Dando o melhor espetáculo possível. Queria ser talentoso o suficiente para isso. Mas vamos continuar sonhando, porque é grátis e não faz mal a ninguém. XD
“Besos de fuego, gotas de Agua, noches de hielo, vuelos sin alas, rosas que dueles, risas que atacan... TU ME MATAS!”

(Abertura da GO ANY GO TOUR)

CLIPE CONTRA A RECENTE ONDA DE HOMOFOBIA
(Dedicado a cada alma no mundo em busca de um grito de Liberdade)


domingo, 20 de março de 2011

Chega de ser babaca nessa porra...

Quantas vezes vocês já vieram aqui e leram um post meu que falava sobre mudanças? Acredito que muitas vezes. Acho que já até perderam a conta. Mas acontece que eu estava pensando o quanto mudanças são difíceis. As vezes eu queria que mudar fosse como instalar um novo sistema operacional. Era só inserir o CD e ir executando os passos.

As vezes eu me canso dessa vidinha medíocre que eu levo. De ter sempre as mesmas coisas para fazer. De nunca poder arriscar algo novo. Não curtir viagens e passeios com os amigos. Sentir que suas ambições não passam de sonhos infantis. Tudo é sempre assim comigo. Nada evolui.

Cada vez eu sinto menos vontade de escrever no blog. É como não ter nada novo para contar. E realmente nunca tenho, porque minha vida está estagnada. Não consigo evoluir e tão pouco regredir. E por mais que eu já tenha tentado mudar, algo sempre me faz voltar ao mesmo ponto.

Quantas vezes eu já vim aqui dizendo que ia começar academia, ia emagrecer e fica bonito. Eu até consigo, mas depois volto a mesma porcaria de antes. As vezes até sem me descuidar da alimentação isso acontece e sei que não há nada de errado comigo porque fiz centenas de exames por causa da Marinha e todos disseram que estou em perfeitas condições de saúde.

Quantas tentativas de evoluir profissionalmente eu já fiz? Nem eu lembro. Todas as vezes que surgiram oportunidades de trabalhar com a área que eu gosto alguma coisa sempre acontecia e a chance morria como um brotinho de feijão cultivado em um frasquinho com algodão no primário.

Eu sinceramente já estou cansado de ver meus esforços fracassados para tentar sair dessa vidinha medíocre. Eu tenho boas intenções. Eu tento ser uma boa pessoa, mas a cada vez que isso acontece, parece que eu tomo uma rasteira tão forte que eu me machuco tanto na queda que mal posso me levantar novamente.

Eu realmente quero ter um padrão financeiro bem melhor que o dos meus pais. Poder ajudá-los, se for possível. Quero ter uma família melhor que a minha. Quero poder evoluir, de alguma forma. E esse papo de que ainda é muito cedo pra mim e que minha hora vai chegar já está me deixando de saco cheio.

Então eu estou aqui agora, movido pela raiva da minha inércia. Por ter passado um dia inteiro em casa sem fazer nada e sentindo como se um dia a mais ou a menos não faria diferença na minha vida. Estou decidido a encontrar uma solução. Estou decidido a não dar só 100% de mim dessa vez, mas 500% se for possível. E se for pouco eu vou me esforçar ainda mais e fazer todo o possível para mudar e sair dessa vidinha medíocre que eu levo. E vou levar isso como um objetivo.

Agora não vou mais me importar com regras. Não me importo com o que vou perder. Por cima de quem terei que passar ou o que terei que fazer para atingir meus objetivos. Eu tentei jogar limpo com a vida, mas parece que ela não tem colaborado comigo, então agora eu vou fazer as coisas do meu jeito. Então guardem essas palavras, porque elas irão se cumprir.

Até o final desse ano minha vida mudará e muito para melhor. Eu conseguirei tudo o que eu mais desejo e farei um post glorioso e citarei isso aqui para vocês lembrarem de como as coisas costumavam ser. Já to cansado de ser a vítima. Agora vou brincar de ser o vilão, se for preciso.

XoXo
Candy

terça-feira, 15 de março de 2011

Carnaval 2011 e mais.

Holá meus caros leitores. Desculpem-me pelo sumiço. É que eu tenho tido pouco tempo para postar. Muita coisa tem acontecido e numa velocidade absurda. Mal consigo absorver cada detalhe, mas agora vou fazer um resumão sobre as coisas que têm acontecido.

Depois que eu soube sobre a Marinha, fiquei um tempinho deprimido, mas com a chegada do Carnaval um ânimo novo de instaurou em mim. Ainda me encontro meio perdido quanto ao que devo fazer da minha vida. Todas as escolhas me parecem obscuras e não tenho certeza sobre mais nada. Tudo que tenho agora é medo. Queria encontrar um emprego decente assim que saísse do meu estágio e que pagasse o suficiente para conseguir dividir um apartamento e ainda pagar minha faculdade. Seria bom.

O Carnaval foi ótimo. Diga-se de passagem, o melhor de toda minha vida. Passei quase todos os dias em Ipanema. Com exceção da sexta e da terça. Não vou comentar meu Saldo do carnaval porque foi Saldo de amador, mas estou disposto a melhorá-lo no próximo ano. COM CERTEZA EU VOU!! A questão é me desenrolar de alguém com quem acabei me enrolando esse ano. O ponto alto foi conhecer Bruno e Foxx. Nossa, eu AMEI conhecer esses dois. Só queria estar sóbrio e desacompanhado para poder curtir mais a presença deles. São dois gatos, engraçados e singulares. Desejo que o Foxx volte logo pro RJ na primeira oportunidade. Ele as vezes parece que morde no blog, mas na vida real é manso!! USAhsiuHAIushiUAS... Bjão pra ele!! Espero conhecer o Gui o quanto antes. Esse eu fiquei na curiosidade, porque sempre que eu perguntava por ele, estava em um beco escuro pegando alguém. USaihsiuHAISUAsas...

O Carnaval veio e se foi. E minha depressão pós carnaval chegou. Tive que voltar ao trabalho e à toda essa “tortura” a qual os estagiários foram submetidos. Graças a um dos estagiários que fez merda lá. O chefe disse que é uma pena ter que castigar a mim também, mas não poderia me dar tratamento diferencial em virtude dos acontecimentos, mesmo eu não tendo culpa nenhuma do que aconteceu. E hoje no trabalho o pessoal comentou sobre a homossexualidade rolando solta no Carnaval. O chefe da sessão disse uma coisa sobre show de aberrações. Não dei muita atenção e me isolei dentro do arquivo. Comentariozinho impróprio.

Me matriculei na auto-escola. Espero estar dirigindo dentro de no máximo quatro meses. Enquanto eu não sei o que quero da minha vida, essa é uma ótima maneira de recomeçar. Há alguns concursos que exigem habilitação. E assim poderei ir na minha estréia de HP bem motorizado. XD

Acho que isso é tudo que eu tinha pra contar. Há outras coisas, mas quero comentar mais pra frente. Quando der passo no blog de todos e comento. Estou com saudades disso...

Bjs

PS: Não revisei o texto e escrevi bem rápido. Quando puder reviso. Bjs!

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Dreams not come true

As vezes eu ainda sinto como se pequenos pedaços meus estivessem morrendo. É como se cães famintos estivessem comendo pouco a pouco meu coração. A pior coisa que pode acontecer é ver um sonho quase realizado ser baleado bem na sua frente. Eu me sinto desapontado. Não comigo, mas desapontado. 

Eu achei que até o meio do ano minha vida teria mudado completamente. Que eu teria minha independência. Poderia morar sozinho e viver minha vida sem precisar dos meus pais. COMO EU FUI TOLO! E tudo simplesmente acabou. O pior de tudo é que eu não tive controle sobre nada do que aconteceu. Simplesmente fui impedido de ingressar na marinha por um problema congênito.

Nunca poderei fazer qualquer tipo de concurso para a área militar. E só descobri isso agora. Descobri que joguei quase um ano da minha vida fora. Estudando horas infindáveis com uma intensidade absurda. Consegui ser o Décimo Oitavo colocado de todo o Brasil nesse concurso, mas nada disso foi suficiente. Agora eu estou aqui... Sem rumo...

Aprendi que amor não é a única coisa que me faz sentir dor. Mas isso parece diferente. Porque com o tempo você supera o amor, basta se afastar e dar um tempo ao coração. Mas você não pode deixar de conviver consigo mesmo. É uma das coisas mais frustrantes... E agora? O que eu vou fazer?


sábado, 26 de fevereiro de 2011

Ѽ Ser ou não ser? Não é a questão...

A semana foi bem difícil pra mim. As pessoas não sabem o quanto. Acham que a pior coisa que me aconteceu foi ter perdido meu celular (caríssimo) dentro do ônibus, mas tem acontecido um monte de coisas que espero contar outra hora. Mas eu queria aproveitar e expor uma situação e pedir alguns comentários sobre ela. (já vi que ninguém vai comentar, porque toda vez que eu peço esse tipo de ajuda, ninguém comenta)

Eu tenho um primo chamado Divala (apelido, é claro) que é muito legal. Ele tem por volta de vinte e cinco anos e aparentemente quase não tem preconceitos para com os gays (na verdade, homossexuais em geral). Digo quase, porque eu creio que não exista um hétero com 0% de preconceito, uma vez que só é realmente possível entender um homossexual se você for um (isso na minha cabeça).

Meu primo tem um amigo (que também é meu amigo) chamado Juju. Ele tem vinte e um anos e é a mais pura feminilidade num corpo de homem. Não creio que Juju seja uma dessas bixinhas pão-com-ovo escandalosas (pelo menos não sempre), mas indiscutivelmente ele tem trejeitos femininos e as vezes faz algumas brincadeiras exacerbadas em ocasiões não muito propícias.

Acontece que Divala defende o ponto de que ninguém precisa ser escandaloso para ser gay. Em contrapartida, Juju defende que ele não é escandaloso e nem forçado, essa é sua maneira de ser e não pode (nem quer) mudar.

A questão é que ontem Divala e Juju acabaram discutindo por isso. Os dois são melhores amigos, mas têm esse ponto de discordância e aparentemente não encontro um meio para solucionar esse problema. Mas os dois ainda têm dois pontos negativos em suas contas: Divala as vezes parece meio paranóico e acha que todo mundo sempre está reparando na gente e ouvindo o que falamos. Sempre pensa que vão ficar reparando na gente. Juju as vezes perde a noção de quem está por perto e da intensidade das brincadeiras que faz. As vezes realmente atraindo uma atenção desnecessária para nosso grupo.

No caso eu me pergunto se um dos dois está certo ou errado. Eu fico bem no meio disso, porque as vezes parece que sobra pra mim. Se tem uma coisa que eu não gosto é ser comparado com outras pessoas. Eu acredito que eu tenho meu jeito, foi assim que eu me tornei e é assim que eu quero ser. Eu sei que sou afeminado, mas não sou escandaloso. Esse é o meu ponto. Aí Divala fica dizendo que eu sou Maira vai com as outras por seguir Juju e este fica querendo me tornar quase uma Ariadna dizendo que não devo me importar com nada nem ninguém e ser como eu sou. Cara, EU SOU COMO EU SOU! Não importa como os dois queiram que eu seja, eu não vou mudar.

Eu queria que o Divala deixasse de ser um pouco paranóico com essas coisas e também queria que Juju prestasse um pouco mais de atenção quando faz certos tipos de brincadeira, como faz e onde faz. E eu também queria que os dois parassem de brigar por um motivo tão torpe quando este. A amizade dos dois é muito mais antiga do que a minha com a Bruna e nós tivemos esse conflito de pensamentos tão forte. Os dois têm que resolver essa situação, mas são completamente teimosos e irredutíveis.

Bom, deixo essa situação para que pensem em opinem. Ou não né... Na próxima semana eu volto e escrevo mais sobre como vão as coisas. Essa semana foi uma catástrofe pra mim. E bem cansativa também. Espero que todos aproveitem o final de semana. Domingo tem Oscar e eu não estou me sentindo bem pra cair nos bailes e blocos de pré-carnaval por aí. E se alguém por acaso encontrar um Nokia N97 por aí, entre em contato XD.


XoXo
Candy

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Ѽ Silêncio

Eu sou como um chinelo arrebentado. Por mais que eu encontre um pé, logo serei descartado, pois não serei útil. Também não tenho conserto. As vezes estar rodeado de pessoas não significa que você não está sozinho. Eu estou sempre sozinho. Sempre silenciado. Sempre o menos importante.  Será que um dia eu vou encontrar o meu lugar? Será que um dia alguém vai gostar de mim do mesmo jeito que eu gosto? Será que um dia minha opinião deixará de ser um simples grupo de palavras insignificantes ao vento e passará a valer alguma coisa? Ou será que é esse meu lado liberal demais que faz com que as pessoas me vejam como um “putão cabeça de vento” o qual não se pode levar a sério nem ser querido?

Sinceramente? Eu não vou mudar quem eu sou. Não sou eu quem tem que me adaptar aos conceitos arcaicos e mal resolvidos de uma sociedade que julga tudo o que é diferente e o que não compreende. Eu, definitivamente, não tenho que mudar um centímetro cúbico sequer para agradar ninguém. Se o preço disso é a solidão, então eu o que pagarei. As vezes eu me canso de todas essas regrinhas impostas pela sociedade. Acredito que já teríamos evoluído muito mais se essas não existissem. Por outro lado, talvez estivéssemos vivendo o caos. 

As coisas estão indo bem na minha vida. Quero dizer... Parece que tem uma força maligna atrás de mim fazendo com que eu torça o pé todo dia, mas eu estou lutando contra isso e não vou desistir. Sempre quando alguma coisa boa está por vir, algo ruim tenta te atrapalhar, mas eu não vou deixar. Essa vaga na Marinha é minha. Eu estudei messes intensamente para passar nessa prova e consegui uma colocação maravilhosa. Não será agora que eu vou desistir. Eu vou dar o melhor de mim, custe o que custar.

Por outro lado, a vida pessoal parece que está virando fumaça. Eu não consigo mais me sentir a vontade em nenhum ambiente. Eu queria umas férias de todo mundo. Estava pensando em pedir a casa de praia do meu tio emprestada pra eu passar uma semana lá depois que eu saísse do trabalho. Estou realmente com a mente cansada e acredito que cansaço mental é muito mais difícil de passar do que cansaço físico. Eu preciso dar um jeito nisso.

Eu preciso de disciplina. Eu preciso saber que não sou mais um adolescente e que agora eu vivo num meio onde sempre serei julgado pelo que faço. Eu preciso ser mais discreto, não com relação às minhas atitudes, mas com meus assuntos.  Na maioria das vezes as pessoas não são psicologicamente preparadas para entender certos assuntos, então é melhor eu me resguardar quanto a alguns deles. E é por isso que as vezes a confiança acaba... Ou até mesmo a vontade de compartilhar as coisas...

Não julgar alguém ou rotular é a coisa mais difícil que um ser humano pode fazer, mas não é impossível.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Coming Out, Namoro e Exercícios

Tudo bem, meus queridos blogayros? Comigo está tudo ótimo, obrigado. Essa semana parece que demorou séculos para passar. Nossa, eu estou EXAUSTO! Não tanto fisicamente, mas de espírito sim. Eu queria viajar um tempo para recarregar minhas energias. Mas viajar com dinheiro! Isso é importante.

Essa semana eu fiz coming out duas vezes. Uma pro menino lá do trabalho. Eu achei que podia confiar nele, então contei. Até que fui bem recebido e ele prometeu guardar segredo. Espero que eu não me arrependa desse voto de confiança. E o segundo foi literalmente um segundo. Minha mãe teve um ataque de crise existencial (pelo que parece) e começou a gritar “Ninguém me ama! Ninguém me quer!”. E depois de ter dito novamente que eu mataria meu pai, disse que me aceitava como eu sou e pra eu parar de desmunhecar tanto. ¬¬*

Gente, eu acho que isso foi o maior surto da face da terra. Que coisa louca. E o pior é que esse tipo de coisa faz com que eu me sinta mal. Foi como saber que todos os problemas dessa casa são culpa minha. Mas hoje eu já estou melhor. Bem melhor. Se ela surtar de novo eu mando ela sentar lá com a Cláudia. Não sou obrigada...

As coisas no curso têm ido muito bem. Tem um menino novo chamado Rodrigo pelo qual estava me apaixonando. O problema é que ele tem todo o jeito de gay e estava sendo super simpático comigo, até que eu o adicionei no Orkut e vi que ele tem namorada. A decepção foi instantânea. Mas eu também não decido o que quero.

Uma hora eu digo que não posso namorar porque não tenho tempo. Tenho que trabalhar e estudar. Outra hora bate uma carência tão grande que começo a choramingar dizendo: Ai, eu queria tanto um namorado... Mas essa carência é mais ou menos por estar me sentindo meio só. Tipo quando sua cabeça começa a te dizer que você não tem afinidade com ninguém e é um estranho até mesmo dentro do seu grupo de amigos. Como se sua presença ali não fizesse diferença...

Mas até que tem sido boa essa ausência de relacionamentos afetivos. Pelo menos eu já estou conseguindo correr todo o meu percurso do teste físico da marinha. Só tenho que melhorar o tempo agora. Ontem eu não consegui correr porque eu troquei meu tênis então ele está novo e ainda machuca um pouco o meu pé. Mas assim que eu acostumar vou voar naquela pista.

Então é isso, pessoal. Obrigado pelos desejos de aniversário e pelos comentários. Eu queria pedir desculpas por ter “abandonado” alguns blogs. Na verdade eu não abandonei, só estou um pouco sem tempo para ficar lendo e comentando. Estou deixando isso para os fins de semana. E fiquem agora com o novo clipe de Dulce María (sim, aquela ruiva que era do RBD). A música sobre colocar ponto final em situações que já não te agradam. No caso do clipe, ela conseguiu pegar um tema de “violência doméstica”. 

ENJOY!!


terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

I'm Back!

Então pessoal, depois de passar pelo fiasco do meu aniversário e por duas comemorações me falta apenas mais uma pra esse tormento terminar. Na verdade eu não vejo mais motivo para comemorar meu aniversário nesse sábado. Já faz muito tempo que passou. Isso é uma loucura que meus pais inventaram.

No dia 27 foi o caos!! Graças a Deus no trabalho ninguém lembrou e meus amigos daqui se comportaram de acordo com o que eu pedi. No sábado passado, eu saí. Fui numa boate. Bater cabelo e pegar “os bofi”. Na verdade eu só bati cabelo, porque aquele lugar estava A TREVA!! A única coisa boa que aconteceu foi eu ter encontrado um menino que eu já queria ter pegado há um caralhão de séculos. E ele tbm queria, mas sumiu do nada! Horas depois eu o encontrei com outro. Aí ele tentou dispensar o moleque, mas não deu... Tive que ir pra casa.

No domingo eu compensei a falta de pegação no clube aqui perto de casa. Novamente isso será tema para outro post. Eu fico com preguiça de descrever certas situações. Ainda mais quando são tão boas e precisam de muitos detalhes.

Hoje foi meu primeiro dia de exame médico da Marinha. ESTOU UM CACO!! Fiquei quase vinte e quatro horas sem comer (puro descuido, assumo) e acabei passando MUITO MAL! Na hora de verificar a pressão, estava baixa, mas a mulher lá quebrou meu galho. Só sei que cheguei em casa exausto e cheio de dor de cabeça. Quase a ponto de desmaiar. E enquanto as coisas iam acontecendo lá eu postava no twitter, até que meu celular ficou fora de área.

Mas até que tudo tem ido bem! A TPA já passou e eu estou feliz de novo. Meu teste físico seria na próxima sexta-feira, mas como os exames médicos vão atrasar, nem sei quando vou fazer. Até que isso é bom, porque me dá mais tempo para me preparar. Ontem eu consegui correr 1,200 km em oito minutos. Eu só tenho que dobrar a distância e diminuir o tempo. Parece fácil né? Enfim...

Fiquem com o clipe novo da Rihanna porque eu AMO essa música. Fala sobre putaria, então já sabem porquê eu gosto.


domingo, 23 de janeiro de 2011

T.P.A. e Outras coisas

Tristeza Pré Aniversário. Todo ano, mais ou menos uma semana antes eu começo a me sentir deprimido pela chegada do meu aniversário. Eu não sei bem porquê isso acontece e eu até preferiria que não acontece. Seria bom comemorar meu aniversário e ficar feliz como toda pessoa normal do mundo. Mas não dá pra evitar. O bom é que isso só vai durar até o dia 27 e logo passa.

Ontem eu fui a uma festinha de rua super simpática aqui perto de casa. Como sempre estava possuído pela Sasha (e pelo álcool também) como em todas as festas. Acabei tarando minha melhor amiga Bruna. Gente, isso foi uma loucura. Eu sei muito bem que eu não gosto de buc&t@ e muito menos gosto da Bruna num sentido além de amizade, mas sei lá... Não consigo explicar. Acho ela bonita e atraente e com lábios carnudos... ADOOOORO!! USHAIshiHAIUsAs... Enfim, eu fiquei tarando ela, mas foi tudo num sentido de brincadeira, é claro. E hoje ficaram comentando isso perto DOS MEUS PAIS!!


A questão é que eu estou enfrentando uma batalha interna para me assumir e finalmente fazer minha mãe aceitar a idéia. Por outro lado, como meu pai ainda não sabe sobre mim, eu queria fazer com que ele começasse a perceber alguns sinais. Pra ir se acostumando com a idéia também. Mas aí vem meus amigos e ficam comentando que eu enfiei a língua dentro da boca da Bruna!! ISSO NÃO VAI ME AJUDAR EM NADA!! Só vai atrapalhar.


Aff, nem era pra eu ficar me importando com uma coisa dessas. Deve ser um sintoma de TPA. Nessa época qualquer coisa me atinge. Acho que vou ficar sem dar sinal de vida até o dia 27. Próximo sábado tem festinha pra comemorar e eu vou rever meus amigos do colégio. Sinto muita falta deles.

Enfim, isso é tudo. Agora vou dormir porque amanhã acordo cedo. BEM CEDO!! Boa semana galerinha. Obrigado pelos comentários. Tenho ficado muito feliz com eles. Finalmente o blog está cumprindo o propósito para o qual foi criado.

XoXo
Candy

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Felicidade louca em Janeiro

Olá meus queridos amigos blogayros, como estão as coisas? Comigo vai tudo anormalmente bom. Eu não tenho muita coisa pra contar. Ultimamente a constância tem sido minha principal rotina. As vezes quando sua felicidade dura por muito tempo, você se assusta, pensando que as coisas podem desandar de repente. Eu tenho tentado afugentar esses pensamentos com medo de acabar atraindo. Estou cada dia mais ansioso com meus exames da marinha. Tenho tido algumas dúvidas sobre a carreira que eu escolhei. Fico pensando se serei capaz de lidar com todos os contras do militarismo. Passar pelo período mais difícil e depois aproveitar só os prós. É tudo tão duvidoso. E na próxima semana eu completo dezenove aninhos. Isso é tão estranho. Eu esperei minha vida toda pelos dezoito e quando chegou foi uma bofetada na minha cara. Acho que essa idade foi a maior decepção da minha vida. Vamos torcer para que tudo seja melhor nessa nova idade. Tudo o que posso fazer agora é torcer e não criar falsas expectativas.

Meus músculos estão doloridíssimos. Eu nunca senti tanta dor de atividade física na minha vida. Eu não consigo avançar na corrida e tão pouco tenho malhado satisfatoriamente. Espero que as coisas melhorem logo porque eu tenho que estar mais que preparadíssimo em fevereiro. Isso me preocupa. E meus exames médicos serão feitos no dia 1º de fevereiro. Já fiz um check up por fora e está tudo ok. Vamos torcer pra Marinha não implicar comigo em nada.

Bom, eu só queria fazer uma atualização pequena sobre as coisas. Não tenho muito o que falar. E gostaria de dizer que a Sasha está solta. Se o vestiário do meu clube falasse. Mas isso é tema para outro post. 

Bjs