quarta-feira, 29 de junho de 2011

Só um desabafo da madrugada

Nem todo o bom humor do mundo é suficiente para passar por algumas situações. E a maioria das pessoas que me conhecem sabem que eu sou uma pessoa super sonhadora e otimista. Eu sempre tenho que acreditar no melhor, porque não tenho alternativa. Toda manhã eu acordo desejando não sair desta cama na qual me encontro redigindo este texto, mas bastam apenas alguns minutos para lembrar que por trás das nuvens o céu ainda é azul.

É difícil conviver com pessoas que fazem com que você pense que é algo errado. Tipo uma experiência genética que não deu certo. As vezes eu me canso de receber estes olhares de desaprovação da minha mãe. Canso-me de sempre passar por ela com a cabeça baixa e tentar adivinhar o que ela está pensando sobre mim. Tudo que eu queria era me sentir bem vindo dentro da minha própria casa.

Uma das coisas que mais me irrita nos pais são as expectativas que eles criam para nós. Na maioria das vezes, eles não almejam nada que seja realmente relevante. Só querem o tradicional como um bom casamento, um emprego decente e netos. Onde ficam nossos sonhos nisso tudo? Perdidos em um mar escuro ou jogados para debaixo de um tapete como se fosse sujeira que precisa ser rapidamente camuflada?

Eu sou feliz. Eu sei que sou feliz porque eu não tenho motivos para ser triste. Graças a Deus nunca faltou nada na minha vida, mas isso não quer dizer que ela seja perfeita. Apenas que eu não tenho motivos para ficar reclamando por aí, visto que há gente que passa por problemas piores que os meus. Porque na verdade a minha mãe é o ÚNICO problema que eu realmente tenho e que, se tudo sair como eu planejo, se resolverá em pouco tempo.

Antes que pensem besteira, não vou matá-la nem pedir para que façam isso. Só vou parar de aturar essas besteiras. Por mais que eu ignore na maioria das vezes, ultimamente têm me irritado bastante. Até agora não rendeu nenhuma briga, porque toda vez que eu vejo uma chegando, eu simplesmente saio e deixo a pessoa falando sozinha, mas uma hora eu não vou agüentar. Por isso vim desabafar aqui, porque não tenho mais com quem contar, nem para quem contar.

Mas agora falando de coisas boas, hoje comprei equipamentos melhores pros shows. Os microfones sem fio com certeza farão uma diferença enorme na hora de dançar. E quem quiser assistir o show, é só ficar ligado no twitter oficial da banda ou no meu (@fullraphael ou @bandaboys2). Vamos fazer um show dia 9 de julho num bairro chamado Bangu aqui mesmo no Rio de Janeiro. Como o lugar é pequeno, não pude chamar muitas pessoas, mas vamos transmitir tudo via tweetcam. Seria bom se todos vocês vissem.
 
Antes de ir eu só queria dizer mais umas coisas. Uma das maneiras de fazer com a homofobia acabe ou diminua é explicar que ninguém escolheu ou pediu para nascer homossexual. Até porque se houvesse como escolher, eu seria heterossexual. Não por sentir vergonha ou algo do tipo, porque eu me amo do jeito que sou e acredito que não poderia ser mais perfeito, apenas escolheria o lado mais fácil é claro. Não é como se houvesse um botão de On/Off. Simplesmente nascemos assim e não é um defeito, apenas uma característica diferente. Nada diferente de cor de pele ou dos olhos. Ao mesmo tempo que todos somos diferentes, todos somos iguais. Também não quero acabar com a instituição da família, não quero chocar ninguém com meu estilo de vida, nem acredito que esteja sendo vítma de satanás ou do pecado. Tudo que eu quero é poder ser eu mesmo e viver bem com isso, sem ter que ouvir, pelo menos UM DIA, que eu sou uma vergonha. Tudo que eu quero é PAZ!! SÓ ISSO!!

5 comentários:

FOXX disse...

lidar com a família é sempre dificil, vc devia, no lugar de ficar tentando ler a mente de sua mãe, tentar faze-la falar. muitas vezes nossas mães não percebem o mal q nos fazem, pq simplesmente não acham que suas ações sejam ruins.

Edu disse...

E complementando o Foxxinho, tente não "revidar", mas sim mostrar o quanto você é feliz do jeito que é e o filho maravilhoso que ela fez.

P.S.: Eu escolheria vir gay sim. Hómi (ser/ter) é bão!!

Stripped & Raw disse...

é...as famílias, de modo geral, são sempre complicadas.
Mas é como os meninos disseram acima. Calma, tente evitar briga e demonstrar o quão feliz vc é, o quão reto de caráter vc é e q vc não deixou de ser filho, não deixou de aprender tudo o q sua mãe ensinou apenas pelo fato de ser gay...


bjos e mto sucesso em seu show!

Alguém Por Aí disse...

Como você escreve bem! Saiba que já virei seu fã! Mãe são todas iguais... só mudam de endereço. Fiquei curioso pra conhecer sua banda. E não esquenta com seu CUnhado não. Qual a idade de sua sobrinha? Um bjão

Ro Fers disse...

Familia sempre é complicado....
Querem o melhor pra gente, mas nem consultam se realmente é isso que queremos....
Se filmarem o show, divulgue pra vermos...