terça-feira, 13 de setembro de 2011

Sometimes...

O dia é cansativo e por mais que eu tente ocupar minha cabeça, meus pensamentos sempre voltam até você, que nem ao menos existe. Às noites, quando me deito sobre meus lençois escuros de minha cama de solteiro, desejo ter uma maior para poder abrigar, junto ao meu, teu corpo inexistente. Sinto frio e sequer sei se sua alma seria capaz de me aquecer. Sinto minha pele dormente, mas sob os músculos sinto o seu toque capaz de me arrepiar. Você não é nada mais que um produto da minha imaginação. Tanta perfeição jamais seria concebível em carne. Você é tudo aquilo que eu desejo, mas jamais terei. Você é como um fantasma que me assombra. É como meu lado sombrio, pois completa todas as lacunas de minha ingênua bondade. Tento tanto a te dar, mas ainda não te conheço. Será que eu conseguirei esperar até que você chegue? E então novamente acordo e começo mais uma batalha entre solidão e paixão. Não importa quem vai ganhar no final, pois as duas não são boas...

4 comentários:

FOXX disse...

eeeeeeeeeeeeeeita
tá apaixonado?

gente q ótimo!

Alguém Por Aí disse...

Compartilho contigo a emoção expressa nesse texto! Acho que fico com a solidão. Ela me é mais digna. Um abração.

Edu disse...

Melhor baixar um pouquinho as expectativas. Ou muito: porque aí quando a pessoa aparecer, ela vai sempre te surpreender (e não decepcionar). :-)

E.Suruba disse...

Beyonce=Diva