sexta-feira, 15 de julho de 2011

Harry Potter pt2. Tudo Estava Bem

    
    Ele era apenas um menino de 9 anos. Gordinho, deixado de lado pela família. Seus pensamentos eram estranhos e coisas aconteciam, mas estava fora de seu controle. Era magia. Naquela época ainda não sabia muito bem o que era isso, mas com o passar dos anos foi aprendendo pouco a pouco o seu significado.
    Enquanto ainda bem pequeno, por volta de seus 11 anos, enquanto desejava fervorosamente adentrar por aquelas mágicas paredes do castelo mais cobiçados por todas as crianças do mundo, ele aprendia coisas importante como o verdadeiro valor da amizade e do amor. Aprendeu também que as aparências podem enganar e com isso, nunca mais julgou um livro pela capa.
    Quando esse menino tinha 15 anos as coisas já haviam mudado drasticamente. A magia começara a dominá-lo de tal forma que as vezes esquecia até mesmo quem era. Durante muito tempo ele lutara contra essa magia que vivia dentro de si, mas já não podia mais. E então assim deixou que ela tomasse conta de seu corpo completamente.
    Não muito mais velho que isso, esse menino aprendeu a lidar com a dor da perda. Pessoas que eram tão importantes no seu cotidiano já não estavam mais ali. Também sentiu como doía perder a liberdade quando descobriram que ele era um bruxo. Foi quando descobriu que a coragem não se manifesta apenas nas atitudes de bravura, mas também no simples ato de não fazer nada. Simplesmente para continuar vivo. Corajosos não são os que se matam, são os que têm coragem para viver.
    A mesma dor sentiu aos 17 anos com sua primeira decepção amorosa. Foi como sentir uma parte de si mesmo morrendo. Como assistir uma minhoca se contorcendo em uma frigideira quente e nada poder fazer. Mas como ele era corajoso, foi capaz de superar e assim se tornou uma das pessoas mais corajosas que eu conheço.
    E então finalmente chegou aos 18 anos e tão rápido aos 19. Aprendeu o que era ser um homem de verdade. Agora já era capaz de controlar sua magia e viver com ela. Das coisas mais importantes que aprendeu durante esses 10 anos foi o valor da amizade. Foi descobrir que o amor fraterno é o sentimento mais puro e o mais difícil de encontrar, mas quando verdadeiro, é capaz de fazer com que se sinta pleno e feliz.
    Mas a vida do menino não parou por aí. Ela continuou... E continuará por um bom tempo. Ainda há muitas aventuras e coisas para esse jovem menino descobrir. Cabe a ele agora decidir como usará sua magia e começar sua jornada...
. . .

Eu tentei escrever diversas vezes algo que me fizesse expressar o que Harry Potter significou para mim nos últimos 10 anos e simplesmente descobri que não há como. Nunca vou me esquecer da primeira vez que entrei pelas portas daquele castelo imaginário. A magia está dentro de todo mundo e é tudo aquilo que faz com que nos sintamos diferentes. No meu caso, o que me torna mágico é o fato de ser gay. E saber controlar minha magia foi ter aprendido a conviver com isso e a me aceitar de forma satisfatória.

Não me considero um bruxo completo porque ainda tenho muitas coisas a aprender sobre amor, amizade, valores, aparências... Sobre TUDO!! Eu pensei que o dia de hoje significaria o fim de uma experiência que foi incrível para mim em todos os sentidos, mas realmente não foi. Agora me sinto perdido caminhando em uma estrada longa, mas me sinto preparado, porque já sei como controlar minha magia. Sei como usá-la... E sei como posso aprender muitas coisas.

Enquanto eu lia Harry Potter eu não vivia apenas em um mundo fictício onde me sentia mais aceito sendo diferente. Eu vivi histórias de personagens que foram reais para mim enquanto eu estava lá. Chorei com algumas mortes de personagens. Ri em momentos divertidos. Foi maravilhoso me sentir parte dessa magia que é Harry Potter. Foi maravilhoso estar na companhia de tantas pessoas diferentes que acrescentaram muito na minha personalidade atual.

Obrigado a todas as emoções, experiências e aprendizados que Harry Potter me proporcionou ao longo desses 10 maravilhosos anos. Hoje não me sinto vazio por ter terminado, apenas mais completo por ter feito parte da minha vida. E também sei que Hogwarts sempre ajudará a todos que precisarem...
A Cicatriz não incomodara Harry nos últimos 19 anos. Tudo estava bem.

6 comentários:

FOXX disse...

desculpa, vai soar feio, mas vc não escreveu nada sobre Harry Potter né?

Dêco disse...

adorei o texto.
amo hp. consiguia me ver ali e viver naquele castelo cheio de magia. um pouco de mentira para não morrer de verdade.

Dil Santos disse...

Oi Candy, tudo bem?
Menino, eu adoro HP tbm, quem sabe não vem algum surpresa por aí né? rs
Pois é menino, se arrepender de algo que não fez, muitas vezes pode ser dilacerante.
Bjo

Eros de Vênus disse...

Parabens pelo blog! Voltarei mais vezes.

Ninguém por aí disse...

Olá Candy! Obrigado pelo fofo comentário que deixou no meu blog.
Achei muito interessante o seu também. Depois dessa leitura fiquei curioso pra conhecer um pouco mais HP. Voltarei mais!!

Bruno disse...

sua primeira decepção amorosa foi aos 17 anos?? jemt! hehehehe
a minha foi aos 13
;P


bjo, gato! saudade!