terça-feira, 23 de novembro de 2010

Espero que meu coração volte


Depois do que me aconteceu com Portillo e Edward fiquei sem muito entusiasmo para namorar novamente. Meio que desenvolvi medo de relacionamentos. Na verdade, não creio que tenha sido um medo, mas uma aversão. É como se agora eu conseguisse enxergar como as coisas devem funcionar e não concordasse com nada disso.

Eu não concordo com o fato de ter que mudar por alguém, por mais que você ame aquela pessoa. Jamais mude sua natureza, isso te leva à morte. E as cobranças são constantes num relacionamento. Seu tempo tem que ser dividido. Não consigo mais me ver namorando, porque sou uma pessoa extremamente egoísta.

Esse fim semana acho que acabei terminando com a primeira pessoa que me amou de verdade. O Renato foi a pessoa que mais me demonstrou paciência, carinho, amor, atenção, preocupação do mundo, mas talvez não tenha funcionado porque eu não estava na mesma sintonia, mesmo amando MUITO!

Eu tentei lutar contra esse meu medo/aversão, mas não consegui. A cada dia que passava as cobranças aumentava e eu voltava a ver, bem ali na minha frente, tudo aquilo que eu não gostava em um relacionamento. E acabei jogando pela janela o que poderia me trazer um futuro feliz e sem decepções.

Eu falei pouco sobre este relacionamento aqui, mas foi porque eu aprendi a ser reservado, apenas isso. As vezes a exposição trás muitos problemas. Não me importo mais de falar, porque, infelizmente teve que acabar. Por minha culpa! Eu sei que o que eu desperdicei, alguém vai aproveitar e eu vou me arrepender. Sei que ele vai superar isso logo porque é forte. Além disso, a distância (RJ/SP) era uma pedra no nosso caminho.

Meu coração se foi. Viajou por uns tempos. Porque eu me coloquei nesse estado de torpor e insensibilidade, mas não estou reclamando. Não sentir é a melhor coisa do mundo. Não há dor. Não há sofrimento. Agora eu percebo o quanto isso é benéfico. Mas eu sei que não vai durar pra sempre. Um dia meu coração volta.

Vocês sabem que os amo. XoXo Candy

4 comentários:

FOXX disse...

como é que eu posso dizer isso sem parecer grosso?

suas experiencias de namoro não têm absolutamente nada demais para vc ter ficado "traumatizado". vc é jovem, tem uma vida toda pela frente e teve dois namoros, desculpe dizer isso, BOBOS!!! talvez vc não perceba isso agora, mas estes dois "grandes homens de sua vida" vão parecer lembranças apagadas daqui há alguns anos. infelizmente vc não nota isso agora, mas vai um dia, e vai rir de ter escrito textos como este de hj por causa deles.

Renato Orlandi disse...

espero que volte logo, porque a vida não tem muito sentido de não sentida... torço por ti, de verdade, que encontre alguém que mereça seu amor e saiba valorizá-lo... e que isso aconteça logo e que descubra que viver anestesiado é só deixar o tempo passar... estarei por aqui sempre que precisar, principalmente de um namoro bobo... ¬¬ beijos.

Bruno disse...

Wow! Foxx foi direto e certeiro
rs
Mas vou falar de outra maneira:
Aaaaaaaaah rapaz! Relaxa esse coração! Homem a gente vai encontrar um monte e vai se apaixonar pra caralho ainda!!!!!
Se a gente se limitar a grandes paixonites vamos ficar presos em romances.... e romances acabam
(romance no sentido de literatura, tá?)
é melhor viver tudo e mais um pouco, do que se martirizar pelo que vai passar

bjuuuu

Ro Fers disse...

Assim..agora sei o motivo...
Realmente namoro tem que haver liberdades, cobranças só desgatam algo...
Abçs